05/01/2010

11 músicas especialmente tristes

Depois de escrever ontem sobre as músicas tristes, fiquei pensando nas músicas mais tristes que eu me lembrava. Não levei em conta músicas que fossem tristes sim, mas que pareçam apenas um descontentamento graças a uma noite mal dormida. Pensei sim, naquelas músicas que reflitam a dor na alma, de não estar satisfeito em estar na sua pele naquele momento.

Pensando rapidamente me lembrei de 15 músicas. Das quais descartei quatro:

Ocean Rain do Echo and The Bunnymen; tem uma beleza impar e um arranjo de cordas magistral, mas não é essencialmente triste.
Dumb dumb dumb, do Teenage Fanclub; é uma letra melancólica, e uma música triste, não traz nenhuma angustia com a situação.
Accused of Stealing, dos Delgados; há um certo clima de tristeza na música, mas a beleza está muito mais na cumplicidade ácida relatada na letra.
Deckchairs & Cigarettes dos Thrills; é uma música de lamentação, com uma passagem triste. Mas também não tem angustia.

Então cheguei a essa lista de 11 músicas, que considero, sim, incrivelmente, angustiantemente tristes.

1) The Beatles - For no One: Falei dela no post anterior. É uma música do dia seguinte ao fim do relacionamento. O dia começa, sua mente dói e ela não precisa mais de você. Ela saí com outros e diz que conheceu alguém, e que esse alguém não importa mais. Esse alguém no caso é você. E você não vai se esquecer dela.

2) Bob Dylan - It's all over now, baby blue: É uma música que fala sobre o fim de uma época. De Deixar tudo para trás, seu filho, as pessoas que morreram. Porque está tudo acabado.

3) The Verve - On Your Own: Poderia escolher mais umas três, ou quatro do magnificamente triste A Northen Soul de 1995. Mas On Your Own é a pior. A música de quem está com a corda no pescoço, em cima da ponte pensando se é a hora de se jogar. "A vida parecia tão obscena até acabar. Tudo o que eu quero é alguém que preencha o buraco que é a minha vida. E entre a vida e a morte, quando não há nada mais, você quer conhecer?".

4) Ryan Adams - Come Pick me Up: A música do amor que acabou de forma amarga. Quando alguém a chamar, será que ela vai ir até eles com um sorriso na cara? E vem o pedido para que a ex acabe de vez com sua vida. "Venha me buscar, me leve embora, foda com minha vida, roube meus discos, saia com meus amigos, eles são todos uns merdas, faça isso com um sorriso no rosto e faça mais de uma vez".

5) Radiohead - High and Dry: Poderia ser feita uma lista apenas de músicas tristes do Radiohead. Mas eu prefiro essa. A música de quem não tem mais nada. De quem viu a melhor coisa que você já teve ir embora, e agora você pede para que não o deixem só.

6) Big Star - Holocaust: Essa é mórbida, dentro do ultra melancólico Third de 1978. Mórbido é a palavra. "Seus olhos estão quase mortos, você não consegue sair da cama e você não consegue dormir" e "Eles estão nas escadas, rindo dos seus erros. Sua mãe está morta, você está sozinha, ela está na cama". Como se tristeza pouca não fosse bobagem a música termina com o seguinte verso: "Você é um rosto desperdiçado. É uma mentira de olhos tristes. Você é um holocausto". Some-se isso ao violino e o coro de funeral do fundo da música.

7) Elliott Smith - Alameda: Sabe quando o problema está em você? "Você anda pela alameda esperando esquecer os seus pesadelos". E ninguém quebrou o seu coração, foi você mesmo que fez isso. Tudo porque você não consegue terminar o que começa. Elliott Smith cometeu suicídio em 2002 com duas facadas no peito.

8) Eric Clapton - Tears in Heaven: O pai que acabou de perder um filho pequeno, de maneira trágica faz as seguintes pergunta: "você vai saber o meu nome, se eu te ver no céu?" e "Você apertaria minha mão?" É tão triste que dói.

9) Jeff Buckley - Lover You Should've come over: Poderia escolher outras quatro do Buckley filho. Mas essa é a música do exato momento em que o amor acaba, você acorda e ainda nem sabe direito o que aconteceu e esta preso numa corrente de pensamentos que passam na sua cabeça, nessa manhã chuvosa de funeral. O que você poderia fazer para o amor voltar? Ah, você é muito novo para aguentar essa situação, mais muito velho para largar tudo.

10) Los Hermanos - Sentimental: A música um pouco antes das coisas acabarem. Falar do que foi não vai te livrar de viver. Você tem o peso de viver. "Eu só aceito a condição de ter você só pra mim. Eu sei não é assim, mas deixa eu fingir e rir".

11) John Lennon - Mother: John não chegou a conhecer direito seu pai, e perdeu a mãe muito cedo. E sua relação com a mãe não era a mais próxima. No seu disco Plastic Ono Band de 1970 ele começa com a sincera afirmação de que: "Mãe você me teve, mas eu nunca tive você. Eu queria você, mas você não me quis". E depois "Pai você me deixou, mas eu nunca deixei você. Eu precisei de você, mas você não precisou de mim". E a música termina com gritos desesperados de "Mama don't go, dad come home".

Nenhum comentário: