04/03/2010

Cortar cabelo

Quando eu era pequeno, cortar o cabelo era uma pequena tortura.

Primeiro, por lavar o cabelo. Nada contra a água. Mas sim contra as torturantes cadeiras de lavar o cabelo. Nas quais você fica com o pescoço virado pra trás, e aquele plástico duro machuca o pescoço.

Depois vinha o momento de cortar o cabelo com aquela tesoura pontilhada. Era o de menos. O pior mesmo era secar o cabelo. Aqueles grandes secadores que quando chegavam perto do couro cabeludo, queimavam.

Tinha também a tortura psicológico da hora de raspar o pezinho. Um simples movimento e seu pescoço poderia ser degolado. Psicologia infantil é sempre marcante.

Nenhum comentário: