20/10/2009

Light up

A primeira vez que eu ouvi falar do Snow Patrol foi no começo de 2005, lendo na saudosa coluna do Sukrilius do site Abacaxi Atômico, um texto sobre os melhores discos do ano de 2004. Em sua lista, o primeiro lugar era do Snow Patrol, com seu disco Final Straw. A lista alias, era muito boa, e foi através dela que também escutei falar de Ben Kweller e Wilco. Todos são hoje alguns dos meus artistas favoritos.

No entanto, eu só fui escutar Snow Patrol, por acaso, em uma madrugada no canal Much Music. Se tratava do clipe da música Run. E no momento que eu vi achei sensacional. Fiquei com uma enorme vontade de escutar a música, e baixei o programa eMule apenas para baixar essa música. Depois baixei o disco todo, comprei o disco, e o tenho como um dos melhores discos que conheço, realmente.

E Run... é uma música sensacional. E uma das músicas mais emocionantes que conheço. Ela soa como... alguém tentando passar uma mensagem para alguém distante, como se essa pessoa não pudesse ouvir. A música cresce, e seus cinco minutos e 53 segundos são incríveis. O solo de guitarra, apesar de ser muito mais a repetição de um riff, é de arrepiar.

Existem músicas que te acompanham durante um certo momento da sua vida e depois, passado o impacto inicial que ela possa te exercer, fica esquecida. Run nunca me abandonou. Por mais que em alguns momentos eu possa a escutar menos. Sei que sempre, sempre, terá algum momento eu que precisarei escutar ela e em muitos desses momentos ela será meu dia.

Depois o Snow Patrol nunca mais fez nada igual. Fez boas canções, em discos legaizinhos que atingiram o estrelato. Mas a sensibilidade e a beleza de Run jamais foram alcançadas.

Um comentário:

Tomaz de Alvarenga disse...

Olá, eu era o Sukrilius e fiquei muito feliz com os comentários, é a razão de se escrever sobre música :)
Me acompanhe no twitter @tomazalvarenga ou em artigos soltos pela internet. E obrigado pela força!
abraço!