01/02/2010

Andei Escutando (6,5)

Chico Buarque de Hollanda, Volume 4 (1970): É um disco mais simples e baseado no samba. Não é genial como Construção, mas tem bons momentos, principalmente pelas letras, sempre ótimas.
Melhores: Essa moça ‘ta diferente e Rosa dos Ventos.

Forgotten Boys (2000):
O primeiro disco dos Forgotten Boys é punk rock. Feito por garotos que escutavam muito Ramones na época, provavelmente. Com o tempo eles iriam evoluir e melhorar bastante.
Melhores: I wanna live untill I die e Rosana.

Queens of the Stone Age – Era Vulgaris (2007)
: É o disco menos obscuro do QOTSA e muito provavelmente é o menos genial. O som é mais cru e chapado. No entanto, eles são das poucas bandas da atualidade que fazem um bom disco ser apenas mediano em sua discografia.
Melhores: 3’s & 7’s e Turnin’ on the screw

Radiohead – Kid A (2000): Depois de anos tomando coragem, escutei Kid A. E, não é tão assustador quanto parece, nem tão genial quanto dizem. Existem músicas geniais e outras que são um pé no saco. Mesmo assim, qualquer uma delas poderia ser faixa 7 do Ok Computer sem muito estranhamento.
Melhores: How to disappear completely e The National Anthem.

Robbers on High Street – Tree City (2005): Não é uma banda ruim, mas é completamente insignificante. Melodias manjadas e nada mais.
Melhores: Montifiore e Japanese Girls

The Afghan Whigs – Gentlemen (1993): Um grande disco. É bem frágil emocionalmente e versa sobre romances fracassados. Os vocais gritados são doloridos, e você pode demorar um pouco para se acostumar com eles. Mas, quando você acostuma, consegue enxergar a beleza do disco.
Melhores: When we Two Parted e My Curse

The Strokes – Room on fire (2003): Não é um disco absolutamente ruim, mas depois da grande estréia ele é decepcionante. Entre outras coisas porque parece que não havia saída para a banda.
Melhores: Reptilia e You Talk Way To Much

The Who by Numbers (1975): Pode parecer estranho, mas foi o disco do The Who que eu mais gostei depis do The Who Sell Out. É um disco mais... maduro, positivamente falando. É bem regular, todas as músicas se equivalem.
Melhores: Imagine a Man e How Many Friends

Tianastácia – Criança Louca (2000): O Tianastácia é uma banda com algum talento. Entre o humor babaca e pretensão intelectual, entre o rock farofa e as baladas mela-cuecas, eles conseguem encaixar grandes músicas. O problema é que eles erram demais para cada acerto.
Melhores: Sanatório e Limitado.

Nenhum comentário: