24/11/2009

Top 8 – Albuns Duplos

Álbuns duplos seriam o máximo da criatividade de um artista. Momento em que ele se tranca no estúdio e cria o maior número de canções que conseguir. O resultado dificilmente é regular ou coerente, mas rende bons resultados. O auge desse tipo de trabalho foi no final dos anos 60 e começo dos anos 70, quando os músicos passaram a explorar bastante o tempo no estúdio e as novas tecnologias. Com o advento do CD esses discos saíram de moda.

Entre outras coisas, pela duração. Discos de vinil continham no máximo algo próximo aos 48 minutos. Portanto, qualquer trabalho com mais de uma hora de duração teria que ser lançado em um disco duplo. Já os CDs, comportam 80 minutos de música. De forma que um CD duplo nos tempos atuais seria cansativo.

A lista abaixa é baseada apenas com meus critérios pessoais e no que eu gosto. E 8, porque eu acho o 8 um número simpático e que foge da obviedade de um top 10.

8 Wilco – Being There (1996): O segundo disco do Wilco mostrava a banda expandindo seus horizontes para além da música country.

7 Bob Dylan and the Band – The Basement Tapes (1975): Um disco para ser escutado sem se preocupar com as ordens das músicas. Se não há um grande destaque, também não há um momento ruim.

6 Led Zeppelin – Physical Graffiti (1975): É verdade que o Led Zeppelin legal foi aquele que durou até o terceiro disco. Mas depois disso a banda conseguiu se sustentar com boas canções em discos menos consistentes. É o caso deste, formado com várias sobras de estudo.

5 The Beatles – White Album (1968): Só a introdução no piano de While my guitar gently weeps já seria suficiente para fazer deste um grande disco. Existem músicas detestáveis também, mas a graça dele está justamente aí.

4 George Harrison – All Things Must Pass (1970): A bem da verdade, este é um disco triplo. Mas, vamos considerar que as improvisações do terceiro disco são um bônus. Nos dois primeiros, o único momento ruim é justamente a mais famosa, a chatinha hare-krishna My Sweet Lord.

3 The Clash – London Calling (1979): Em 1979 deve ter sido estranho imaginar que uma banda punk lançaria um disco duplo. Mas a essa altura o Clash já era muito mais do que uma banda punk. É impossível definir o estilo de London Calling.

2 Derek and the Dominos – Layla And Other Assorted Love Songs (1970): Com 25 anos Eric Clapton já devia ter perdido a conta do número de bandas pelas quais havia tocado. Estava afundado nas drogas e apaixonado pela mulher do seu melhor amigo. Montou uma super-banda e gravou um que justifica o seu talento na guitarra.

1 Bob Dylan – Blonde on Blonde (1966): O primeiro lugar fica para o primeiro álbum duplo da história do rock, ao que dizem. A origem e o auge do folk-rock.

Nenhum comentário: