29/11/2009

As coisas rodam na internet

Esses dias recebi um e-mail de uma conhecida minha. Certamente você já leu esse e-mail algum dia na sua vida. E dependendo do seu estado de espírito, até riu ou quiçá se emocionou.

É aquele e-mail das coisas da faculdade. Você conhece. Fala de como são as coisas da faculdade. Você provavelmente leu ele antes de entrar ou quando saiu de lá.

Pois é. A primeira vez que eu vi esse texto, não foi por e-mail. A diretora do colégio em que eu estudava, leu ele, no final do ano, perto do vestibular. Na época eu devo ter rido, e achado engraçado a perspectiva de uma nova vida.

Resolvi procurar no meu e-mail (já que eu não costumo a apagar e-mails) em que outras oportunidades ele me foi enviado.

Percebi que recebi esse e-mail no dia 19 de julho de 2005. A essa altura eu estava no fim do primeiro semestre e já devia pensar "ah, nem é verdade".

Voltei a receber o e-mail em uma semana depois. Depois no começo de 2006 e em julho de 2006. Depois em janeiro de 2008. E finalmente recebi novamente no fim da semana passada.

O conteúdo do e-mail? É simpático. Algumas coisas não são próprias da faculdade. São coisas da vida. Outras são verdade e enfim. E depois a parte que fala sobre a vida no fim da faculdade só deve ser verdade de você se formar com quase 50 anos. Escutar sua música favorita em um elevador é dramático demais.

Mas o que me levou a escrever isso, é o fato de que as coisas rodam na internet. Anos depois você pode receber o mesmo e-mail que leu cinco anos antes, enviado por alguém que acha que é novidade.

Nenhum comentário: